Homem usando tablet em barbearia

Como abrir uma empresa: passo a passo para ter a sua!

4 min de leitura

Quer ter seu próprio negócio, mas ainda não sabe por onde começar? Abrir uma empresa pode parecer complicado, mas dividir o processo necessários em etapas já ajuda – e muito! Entender o mercado, ficar atento à burocracia e até mesmo planejar suas finanças são algumas das etapas que podem deixar a experiência mais fácil, prática e, no fim de tudo, gratificante.

Confira o guia completo para começar sua própria empresa!

1. Estude o mercado e crie um plano de negócios para a sua empresa

Para ter um negócio de sucesso, é importante conhecer sua área de atuação, seus concorrentes e, é claro, seu consumidor. Uma boa dica é reunir essas informações em um plano de negócios – um documento que incluirá sua estratégia, quem é seu público (as praças de atuação), seu planejamento financeiro, os aspectos operacionais do seu negócio, entre outros temas. O material irá atuar como a “bússola” da sua empresa, guiando suas decisões ao longo do tempo.

2. Faça um contrato social para sua empresa

Outro passo fundamental para abrir sua empresa é o contrato social, que precisará ser apresentado em diferentes fases desse processo. O documento reúne informações como o tipo, os objetivos, as atividades da empresa, a participação de cada sócio no negócio e as regras para qualquer deliberação importante.

Como não podem ter sócios, quem está registrado como MEI é dispensado da obrigação do contrato social. Em vez disso, deve fazer um Certificado da Condição de Microempreendedor Individual (CCMEI).

3. Burocracia: confira todos os registros necessários para abrir uma empresa

A parte burocrática é, com certeza, um dos principais desafios para os empreendedores de hoje – especialmente no Brasil, onde o processo de abrir uma empresa pode levar até 3 meses.

É importante dar uma atenção extra aos registros, licenças e documentos necessários ainda no início do seu negócio. Apesar das dificuldades, é esse cuidado que evitará problemas legais que possam prejudicar sua nova empresa mais adiante. Confira:

Registro de empresa: para que sua empresa exista oficialmente, é preciso registrá-la na junta comercial da sua região ou em um cartório de registro de pessoa jurídica. Esse processo, gerará o Número de Identificação do Registro de Empresa (NIRE).

CNPJ: com o registro feito, é hora de se inscrever no CNPJ, oficializando a empresa como contribuinte. Isso pode ser feito pela internet, diretamente no site da Receita Federal. Nesse momento, também é necessário escolher o tipo de atividade desempenhada pela empresa, já que isso será considerado na tributação e na fiscalização das atividades.

Inscrição estadual ou registro municipal: para empresas que trabalham com a produção ou venda de bens é necessário fazer a Inscrição Estadual – isto é, o registro na Secretaria Estadual da Fazenda, que também é feito online. No caso de negócios de prestação de serviços, é necessário um Registro Municipal, feito pela Prefeitura.

Alvará de funcionamento: se tiver um escritório, loja ou outro tipo de estabelecimento, é importante ter um alvará de funcionamento – concedido pela prefeitura. As regras para a emissão variam de cidade para a cidade, não deixe de conferir as da sua!

Cadastro na previdência social: esse passo é importante para a contratação de funcionários, já que é necessário arcar com custos trabalhistas e o recolhimento de impostos.

Aparato fiscal:   por último, é necessária uma autorização para emitir notas fiscais e também para autenticar os livros fiscais. Depois disso, sua empresa já pode funcionar legalmente!

Registro de marca: para proteger a imagem da sua empresa e garantir o direito de explorar seus produtos ou serviços, você também pode fazer um registro de marcas no Instituto Nacional da Propriedade Intelectual (INPI).

4. Conheça os custos do negócio e monte um planejamento financeiro

Manter controle sobre sua operação e, especialmente, o aspecto financeiro dela também é importante para abrir uma empresa. Você conhece os custos do seu negócio? Mapeie despesas – como matéria-prima, mão de obra, espaço, contratações e outras que sejam relevantes para o seu funcionamento – e comece um planejamento financeiro. Dessa forma, você consegue identificar quais áreas precisam de mais investimentos ou realocar recursos.

Hoje, existem 52 milhões de empreendedores no Brasil – e a expectativa é que esse número aumente ainda mais nos próximos anos. Entre os segmentos que prometem maior crescimento, a área de serviço é a que mais se destaca.

O caminho para abrir sua própria empresa ficou ainda mais claro! Um passo a passo te ajudará a não esquecer nenhum detalhe do processo. Ele pode até mesmo funcionar como uma lista para consulta, garantindo que documentos e outros detalhes estejam em dia. Agora, é só se preparar para enfrentar o mercado.

Esse artigo foi útil?

Usuários que acharam útil: 3 de 3

Gostou? Compartilhe!

Pode ser que você goste...

Dicas para vender na quarentena

3 min de leitura A quarentena foi uma das medidas adotadas pela Organização Mundial da Saúde em uma tentativa de reduzir o contágio do Coronavírus (Covid-19). Por isso, a estratégia tem sido usada no Brasil e no restante do mundo. O cenário de redução do consumo e desaceleração econômica fez com que muitos empresários e […]

 - 3 min de leitura

Saiba como seu negócio pode manter as vendas na quarentena

Cadastre-se em nossa newsletter
para receber conteúdo exclusivo.

Coleta de cookies

Em acordo com a Lei Geral de Proteção de Dados, informamos aos nossos leitores que o Blog Parceira de Negócios coleta cookies. As informações são utilizadas para melhorar a experiência de navegação e tornar nossso conteúdo cada vez mais útil e assertivo. Ler declaração de cookies

Ler declaração de cookies