fbpx
TIM-gestao-de-precos-contas

Como fazer a gestão de preços da sua empresa?

4 min de leitura

Um dos maiores dilemas dos proprietários de pequenas e médias empresas é realizar a gestão de preços do próprio negócio. A gestão de preços é a atividade responsável por sustentar a parte financeira de uma empresa e definir qual o investimento necessário para que o negócio tenha sucesso.

Todos os gastos com fornecedores e matéria prima para elaborar serviços e produtos têm impacto direto no preço a ser cobrado. Leia este artigo até o final para aprender a determinar com precisão seu preço de venda e evitar riscos e prejuízos em seu faturamento.

Qual a importância da gestão de preços

Seja a sua empresa uma prestadora de serviços ou fornecedora de produtos, a precificação é uma questão comum. Ela definirá quanto será necessário cobrar pela sua atividade principal, com base no quanto é gasto para produzir e no esforço empenhado para tal.

Por isso, a gestão de preços é tão importante. Ela consiste em observar continuamente quanto é cobrado por produtos e serviços em um negócio, e o quanto é gasto com matéria prima, contas básicas e todos os outros gastos necessários para o seu funcionamento.

TIM-gestao-de-precos-relatorios
A gestão de preços é uma atividade fundamental para o sucesso da sua empresa

Como fazer uma gestão de preços eficaz?

Por envolver tantos fatores, precificar não é uma tarefa das mais simples. Para definir os números assertivos, é preciso cruzar as informações de todas as despesas que envolvem o negócio e no seu bem-estar financeiro.

A seguir, você entenderá por que a precificação vai muito além da qualidade e do preço médio de mercado, e quais os fatores e tarefas devem ser executadas para chegar aos resultados:

1. Calcule os custos e despesas

Assim como em um orçamento feito para organizar despesas pessoais, é preciso realizar uma gestão financeira para ter todas as despesas do seu negócio na ponta do lápis.

Nesse ponto é preciso levar em consideração a diferença entre os dois termos. Enquanto os custos representam os valores necessários para a confecção de produtos ou viabilização dos serviços, as despesas estão relacionadas aos gastos com a manutenção da empresa, desde o aluguel até a folha de pagamento.

Após contabilizar tudo, você saberá quanto é necessário para que seu negócio funcione e qual o esforço requerido para cobrir todos os gastos mês a mês.

2. Monitore seus resultados

Só será possível avaliar o sucesso do seu negócio se você tiver metas alcançáveis estabelecidas. Observe os indicadores importantes em relação ao faturamento da empresa e compare os resultados obtidos com as metas projetadas. Dessa forma, você poderá conferir o que deu certo e o que precisa ser melhorado para alcançar a meta desejada.

3. Aprenda com seus concorrentes

Você já ouviu falar de benchmarking? Essa é uma das melhores estratégias para manter o seu negócio nos parâmetros do mercado.

Comece a estudar o desempenho de outras organizações a fim de entender e adaptar processos que possam ser aplicados ao seu negócio. Entender como a concorrência precifica seus produtos e serviços te permite descobrir melhores formas de precificar o seu trabalho.

Apesar de não ser o único fator determinante, estar a par dos valores praticados no mercado ajuda bastante na hora de precificar seu trabalho. O seu preço e o da concorrência não podem ser exageradamente incompatíveis, portanto, considere as características do seu público e estabeleça um preço médio. Não tão baixo para afetar a percepção de credibilidade e nem tão alto para afastar os potenciais clientes.

4. Tenha as ferramentas certas

Não adianta ter todas as informações e não organizá-las da forma correta. O pacote Microsoft 365 (também conhecido como Office 365) oferece uma série de ferramentas que podem ser úteis para não só para conectar colaboradores, mas manter seus documentos organizados e compartilhados com todos os integrantes da empresa.

5. Entenda que valor e preço são coisas diferentes

Lembre-se! A gestão de preços deve sempre considerar o que é oferecido a fim de determinar quanto ele realmente vale no mercado. Portanto, além dos fatores citados acima, considere o padrão de qualidade empregado, a credibilidade, o custo e o tempo de produção.

Entender o seu produto e o diferencial dele em relação à concorrência é essencial para estabelecer um preço justo.

Esse artigo foi útil?

Usuários que acharam útil: 2 de 2

Gostou? Compartilhe!

Pode ser que você goste...

5 dicas para criar um site profissional para o seu negócio

4 min de leitura Criar um site pode ser decisivo na sua presença digital. Afinal, vivemos em um mundo digital e estar inserido nele é um fator determinante para o sucesso do seu negócio. As redes sociais, como o Facebook e o Instagram, têm se mostrado, cada vez mais, essenciais para a divulgação de marcas […]

 - 4 min de leitura

5 dicas para criar um site profissional para o seu negócio

Cadastre-se em nossa newsletter
para receber conteúdo exclusivo.

Cadastro realizado com sucesso!

Você começará a receber as newsletter mensais da Parceira de Negócios em sua caixa de entrada.

Coleta de cookies

Em acordo com a Lei Geral de Proteção de Dados, informamos aos nossos leitores que o Blog Parceira de Negócios coleta cookies. As informações são utilizadas para melhorar a experiência de navegação e tornar nossso conteúdo cada vez mais útil e assertivo. Ler declaração de cookies

Ler declaração de cookies