Mulher efetuando pagamento pelo celular em uma loja de roupas

Dicas para evitar calotes de clientes

3 min de leitura

Um dos maiores riscos de empreender é, com certeza, a inadimplência. Mas como lidar – e mais importante ainda, evitar – calotes de seus clientes?

Afinal de contas, a falta de pagamentos pode prejudicar a saúde financeira do seu negócio e, por isso, é preciso investir em estratégias para se prevenir.

Quer saber como? Continue lendo!

1. Sempre emita nota fiscal para evitar calotes

A primeira dica para evitar calotes é sempre emitir a nota fiscal. Ela é um registro da compra ou contratação e, no caso de um “calote”, servirá como garantia da transação.

Não se esqueça de preenchê-la corretamente para assegurar sua validade!

2. Empresas prestadoras de serviços podem se proteger por meio de contratos

Como evitar um calote no caso do ramo de serviços – em que, muitas vezes, os pagamentos são feitos apenas após o fim do trabalho? Para empreendedores da área, a principal forma de se proteger é por meio de contratos.

Além disso, estipule termos para pagamento e aproveite o documento para especificar a duração e o tipo de serviço que será feito. Assim, caso o contratante não cumpra com eles, você não estará desamparado e pode leva-lo à justiça se for necessário.

Mulher ao celular em um restaurante, pagando uma conta
Estipule termos para pagamento e aproveite o documento para especificar a duração e o tipo de serviço que será feito.

3. Cheques são mais suscetíveis a problemas nos pagamentos

Pagamentos em cheque são os mais arriscados, pois o cliente pode não ter saldo suficiente para arcar com o valor – ou seja, há mais riscos de receber o conhecido cheque sem fundo. Por isso, certifique-se de que se trata de um consumidor de confiança antes de aceita-los.

4. Do dinheiro ao débito sem calotes: aceite formas de pagamento variadas

Sua loja ou escritório também pode prevenir calotes ao disponibilizar diferentes opções de pagamentos. Sempre que possível, incentive seus consumidores a pagar à vista – seja no dinheiro ou débito – o que também ajuda seu fluxo de caixa.

Além disso, você também pode oferecer condições especiais para o parcelamento no cartão de crédito.

5. Ofereça descontos para seus principais clientes

Incentive os clientes que são bons pagadores. Nesse sentido, ofereça descontos, brindes e outras vantagens para aqueles que ficaram em dia com as despesas em sua empresa.

Assim, você promove a aproximação entre marcas e consumidores, além de motivar esse consumidor a recomendar e promover o seu negócio.

Claro que existem outros motivos pelos quais podem levar uma empresa à falência. Mas estar preparado é sempre a melhor escolha para contornar o risco de inadimplência.

Quais dessas estratégias você pretende aplicar na sua empresa?

Esse artigo foi útil?

Usuários que acharam útil: 2 de 3

Gostou? Compartilhe!

Pode ser que você goste...

Internet das Coisas para empresas

Saiba como a Internet das Coisas ajuda Pequenas e Médias Empresas nas mais diversas tarefas.

 - 5 min de leitura

Cidade conectada

Cadastre-se em nossa newsletter
para receber conteúdo exclusivo.

Coleta de cookies

Em acordo com a Lei Geral de Proteção de Dados, informamos aos nossos leitores que o Blog Parceira de Negócios coleta cookies. As informações são utilizadas para melhorar a experiência de navegação e tornar nossso conteúdo cada vez mais útil e assertivo. Ler declaração de cookies

Ler declaração de cookies