Reunião de equipe com tablets para montar um plano de negócios
 

Plano de Negócios x Planejamento Estratégico: quais as diferenças e como fazer cada um

6 min de leitura

Você já ouviu falar do Plano de Negócios ou, como também é conhecido, Plano Empresarial? E sobre Planejamento Estratégico? Sabe quais são as diferenças entre eles? Na postagem de hoje, vamos explicar e ensinar as principais etapas para você montar o seu de acordo com necessidade da sua empresa!

Quais são as diferenças entre os dois?

Apesar de parecidos, as aplicações dessas duas ferramentas são bastante distintas e atendem necessidades específicas dependendo do estágio do seu negócio. Enquanto o Plano de Negócio serve como um projeto de definição de posicionamento, o Planejamento Estratégico é um documento de uso diário, adaptável às mudanças e que serve como um guia para os próximos passos da empresa.

Ao elaborarmos o Plano Empresarial, a preocupação está voltada para os detalhes e informações relevantes em relação à sua empresa. Com ele, você irá explicar quais produtos ou serviços devem ser oferecidos para atender às necessidades dos clientes, como serão as instalações do seu negócio, os investimentos necessários a estruturação da empresa e quais as possibilidades de receitas etc.

Por outro lado, quando tratamos da estratégia, o foco deve voltar-se para o crescimento do negócio e como ele pode tornar-se sustentável. É preciso observar o mercado e as tendências que podem mudar seu comportamento. Cada cenário precisa ser considerado, assim como uma alternativa de atuação deve ser estruturada.

Qual é o momento da sua empresa?

Reunião de equipe para definição de um plano de negócios

Se você não planejar o futuro da empresa, não basta ter ideias inovadoras, nem organizar suas despesas. Empreender requer dedicação e um planejamento minucioso para prever e minimizar riscos. Por conta disso, a elaboração do Plano de Negócios e do Planejamento Estratégico é indispensável, especialmente no cenário brasileiro.

  • O que é? O Plano de Negócios é uma descrição dos objetivos da empresa e quais passos devem ser dados para que eles sejam alcançados. Esta estruturação permite a identificação de erros quando ainda estão no papel e, com isso, a minimização dos mesmos. Ou seja, com ele você consegue fazer reflexões relacionadas aos produtos e serviços que serão oferecidos, principais estratégias organizacionais, ações de marketing e projeções financeiras.
  • Para que serve? Ele norteia os próximos passos do empreendedor e possibilita um panorama geral do mercado e do produto, sendo muito importante para a tomada de decisões. Com esta análise detalhada, você saberá de antemão quais são os pontos fortes e fracos, contribuindo para a identificação do que precisa ser melhorado ou de algum furo na logística da gestão da empresa.

Já o Planejamento Estratégico, é voltado para aqueles que já têm um negócio consolidado e se preparam para expandi-lo. Assim, é necessário observar a forma como a concorrência está atuando, compreendendo como cada força opera no mercado e como a empresa pode encontrar um diferencial.

  • O que é? Parecido com o Plano de Negócios, o Planejamento Estratégico busca dar continuidade e direcionar a organização da empresa, bem como definir os objetivos do empreendimento. Estas projeções são de médio a longo prazo e podem contemplar um período de 3 a 5 anos. Portanto, ele contém as metas de crescimento, de conquista de mercado e de ações permanentes para o desenvolvimento da empresa, incluindo o planejamento de novas linhas de produtos e serviços.
  • Para que serve? Por meio do Planejamento Estratégico, o empresário irá definir quais as rotas alternativas ele poderá adotar caso não obtenha os resultados esperados. Nele você encontra análises das condições competitivas da empresa em seu mercado de atuação, baseados em dados consistentes sobre sua performance anterior, relacionando os objetivos dentro das próprias possibilidades econômicas e financeiras existentes.

Para a montagem do Plano Empresarial, em termos técnicos, deve-se levar em conta cinco etapas em sua elaboração, além da capa e do sumário: Sumário Executivo, Análise de mercado, Plano de Marketing, Plano Operacional e Plano Financeiro.

  • Capa – Informações necessárias, de forma bem clara;
  • Sumário – contendo o título de cada sessão do Plano de Negócio, assim como suas devidas páginas;
  • Sumário executivo – É uma pequena introdução de cada seção do plano e o seu principal objetivo é convencer o leitor da viabilidade do negócio. Uma dica é escrever vários textos focando em pessoas diferentes (investidores, clientes, parceiros, etc.).
  • Análise de mercado – Estudo do mercado, do cliente, fornecedores, concorrentes.
  • Plano de Marketing – Nesta etapa você terá que colocar informações referentes ao seu produto/ serviço, tais como: descrição, preço, estratégias promocionais, estrutura de comercialização e localização;
  • Plano Operacional – Aqui é demonstrado como o seu negócio vai funcionar em suas operações na prática. Ele está dividido em: layout ou arranjo físico; capacidade produtiva, comercial e de prestação de serviços; processos operacionais e necessidade de pessoal.
  • Plano Financeiro – Estudo do investimento absoluto que irá determinar o total de recursos a ser investido para que a empresa comece a funcionar e previsão de lucros ou prejuízos.

Como fazer um Planejamento Estratégico?

Se a sua empresa já está consolidada no mercado, e o que você quer mesmo é expandir o seu modelo atual ou lançar um novo produto, então o que você precisa é de um Planejamento Estratégico. É ele que possibilitará a criação de ações ideais pensadas na marca, no mercado e nos desejos e necessidades do consumidor final.

  • Identifique seus stakeholders – Faça uma análise do mercado e identifique quais são os grupos de pessoas ou entidades que afetam ou são afetadas pelas atividades da empresa.
  • Entenda seu posicionamento – Aqui você deverá estabelecer o seu objetivo e posicionamento no mercado. Nesta etapa, é comum que se use a ferramenta de análise SWOT, que reúne seus pontos fortes e fracos e você consegue definir possíveis ameaças e oportunidades.
  • Conheça o seu público-alvo – Entenda quem o seu consumidor é e quais são as necessidades dele para que você consiga pensar em estratégias assertivas para chegar a ele.
  • Crie personas – Trata-se de um perfil diretamente relacionado às estratégias de marketing e a compreensão da jornada de compra do cliente, os canais que utiliza, perfil e preferências.
  • Defina os melhores canais para trabalhar com o público interessado em serviços ou produtos de sua empresa.
  • Trace metas e objetivos – Entenda onde você quer chegar e quais são os objetivos que quer alcançar com novas estratégias. Definir prazos e métricas (como um percentual a ser alcançado em um mês) também é importante para a estratégia.

Tanto o Plano de Negócio (ou Plano Empresarial) quanto o Planejamento Estratégico proporcionam maior segurança para quem quer iniciar um empreendimento de forma profissional e, futuramente, ampliar e promover inovações em seu negócio. Desta forma, o empreendedor consegue ter uma visão clara com as mais diversas especificidades de cada processo operacional – desde estratégias até como conquistar uma fatia do mercado.

Esse artigo foi útil?

Seja o primeiro a votar neste artigo

Pode ser que você goste...

Simples Nacional: conheça o sistema tributário que incentiva pequenos negócios

Saiba mais sobre o Simples Nacional, regime tributário criado especialmente para ajudar micro e pequenas empresas a crescer

 - 3 min de leitura

Homem usando computador e celular enquanto se serve de uma caneca

Cadastre-se em nossa newsletter
para receber conteúdo exclusivo.